perguntas & soluções by Dani Tâmega



Vamos lá...

Eu realmente preciso fazer uma live no meu diário no instagram @diariodanitamega

Você já se pegou na situação acima?



Abre a geladeira e não tem nada da dieta e a fome gritando...come qualquer coisa, s
o hoje...come, você merece...Está cansada, aconteceu isso e aquilo, não tem nada para comer, você ainda vai preparar? 

Nosso cérebro FALA com a gente o tempo todo, na maioria das vezes tentando nos tirar da dieta, porque ele não entende o porque de estármos comendo tão pouco...
Será que estamos perdidos numa ilha deserta? Então o cérebro tenta proteger aquele corpo que ele vive...Proteção é o motivo em que nos sabotamos.

Compulsão alimentar é mais sério do que simplesmente chegar cansada e ter uma conversa de sabotagem...

É um transtorno.
e é sério.

No caso acima existem algumas estratégias que vou falar aqui no final da matéria porém só ao vivo mesmo para explicar melhor...

Nada melhor do que ter uma dieta FG 
F- fácil
G - gostosa

Ter controle das porções
E quando o momento C chegar...
Momento crítico ( aquele que foje o nosso controle) ter um SOS por perto...

Lembretes, exercícios, zero caloria sos...( vou explicar) 
Mas antes disso tudo:

PARE DE SE COBRAR TANTO.
PARE DE SER TÃO EXIGENTE E DURA CONSIGO MESMA.
PARE DE SEGUIR NAS MÍDIAS QUEM ESTÁ TE FAZENDO MAL...
e...PARE DE TER PRESSA! 

----------------------------

O que são transtornos alimentares?

Transtornos alimentares são um grupo de condições marcadas por hábitos alimentares anormais que reduzem a qualidade da saúde física ou mental de uma pessoa. Eles tendem a ocorrer mais comumente entre mulheres do que homens.


transtorno alimentar evitante / restritivo
transtorno de compulsão alimentar
bulimia nervosa
distúrbio de ruminação.


Critérios específicos foram desenvolvidos pela Associação Americana de Psiquiatria para diagnosticar cada um deles. Por exemplo, os critérios para anorexia nervosa incluem:

limitação significativa da ingestão nutricional, levando a um peso corporal muito menor do que o esperado.
um medo excessivo de ser gordo ou ganhar peso, ou um comportamento que dificulta o ganho de peso, apesar de ter um baixo peso corporal.
uma anormalidade de como o peso ou a forma do corpo é experimentado, uma preocupação com a autoavaliação baseada no peso ou na forma do corpo, ou uma falta consistente de insight sobre a gravidade do baixo peso corporal.
No caso da anorexia nervosa, há também uma descrição se a condição é do tipo restritiva (na qual a perda de peso se desenvolveu principalmente por jejum, dieta ou exercício) ou o tipo compulsão alimentar / purgativa (em que a pessoa vomita repetidamente). come e expurga por vômito auto-induzido ou abuso de laxantes, enemas ou diuréticos).


A seguir vou explicar alguns sintomas de alguns transtornos alimentares e se você realmente sente que está passando por isso mais adiante vou falar dos tratamentos:

Sintomas



Alguns dos sintomas mais comuns são devidos à baixa massa corporal, incluindo:

amenorréia (perda de menstruação em mulheres)
sentindo frio e tendo extremidades frias
tontura ou sensação de desmaio
perda de massa muscular
falta de crescimento ou desenvolvimento (em adolescentes)
constipação ou diarréia
dificuldade para pensar, convulsões ou sensações anormais nas extremidades
pele seca com cabelos finos.
Problemas médicos graves, como um ritmo cardíaco anormal, podem causar desmaios ou até mesmo morte súbita.

Outros sintomas variam dependendo do tipo de transtorno alimentar. 

Transtorno de ingestão de alimentos evitando / restritivo - Com esta condição, as pessoas evitam alimentos devido a uma sensação de engasgo ou outra experiência negativa, falta de apetite ou interesse em comida e nenhuma outra explicação médica ou psicológica para esses sintomas.


Transtorno da compulsão alimentar periódica - As pessoas com esse tipo de transtorno alimentar comem regularmente grandes quantidades incomuns de alimentos, enquanto sentem falta de controle ou incapacidade de parar de comer. Normalmente, a comida é ingerida rapidamente com uma sensação desconfortável de saciedade. pode ocorrer apesar de não estar com fome; constrangimento sobre seus hábitos alimentares (levando a comer sozinho), e sentimentos de nojo, culpa ou depressão são comuns.
Bulimia nervosa - A pessoa normal com bulimia nervosa tem um foco excessivo no peso e na forma do corpo, regularmente come compulsivamente e toma medidas incomuns para evitar ganho de peso, incluindo abuso de laxantes, diuréticos ou outros medicamentos, vômitos auto-induzidos, exercícios ou jejum.
Causas

Em geral, a causa (ou causas) dos transtornos alimentares é desconhecida. Pesquisas sugerem que:

fatores ambientais, como uma cultura que glorifica e liga a auto-estima à magreza ( mídias sociais estão ligadas a isso) 
uma tendência genética
função ou estrutura cerebral alterada.
Tratamento




Idealmente, as pessoas com transtornos alimentares são cuidadas por uma equipe de profissionais de saúde, incluindo um especialista em saúde mental, nutricionista e médico da atenção primária. Os principais pilares da terapia incluem suporte nutricional e psicoterapia. Medicamentos, como a olanzapina, também podem ser recomendados. A admissão em uma instalação psiquiátrica pode ajudar a desacelerar ou interromper a perda de peso e acelerar a recuperação. Complicações médicas, como ritmo cardíaco anormal ou níveis de eletrólitos perigosamente anormais, podem exigir internação hospitalar.
Prognóstico

O prognóstico dos vários transtornos alimentares varia muito, assim como a gravidade, a duração e a resposta ao tratamento. Alguns adolescentes têm um curso relativamente breve da doença sem dificuldades na vida adulta, enquanto que para outros desafios com uma alimentação saudável é vitalício ou mesmo fatal.
Diz Dr. Robert H. Shmerling, MD, is associate professor of medicine at Harvard Medical School
Agora que falamos das doenças reais e que precisam de muita atenção, vamos falar das vontades, beliscos, fome, falta de hábito, dieta ruim de fazer, dificuldade de planejamento, cansaço...
Todas essas opções acima são mais possíveis do que compulsão Alimentar, todas essas opções acima são treináveis...
Uma dica que poddo dar é um exercício psicológico 

A gente assimila TUDO na vida muito melhor visualmente, vários estudos já foram feitos e posso afirmar que funciona.

Só pensar ou tentar ter um poder só com pensamentos não irá adiantar, não confie na sua mente...Uma hora ou outra ela estará dispersa, cansada, precisando de carbs, com sono, esquecerá coisas...

exercício 1 

Usar uma fitinha vermelha no pulso direito, essa fitinha representa PARE.
antes de coloca-la escreva na parte de dentro assim:

Nos horários críticos 
PARE e PENSE que chegou até aqui
porque CONTINUOU FIRME em outros momentos.

Não vai caber isso tudo na fitinha, então escreva:
pare e pense
continue firme.

exercício 2 

Eu sempre sempre...nos horários críticos coloco lembretes no celular e peço para a Siri me lembrar, sempre coloco frases fortes ( que não são essas) frases que batam na minha cara que me façam chorar e tudo...dani-se.






Tática 3 

Uma tática é ter sempre vários copinhos com gelatina na geladeira,
caloria ZERO me ajuda a manter o peso nos momentos críticos...é um SOS 

segue uma receita abaixo de abril de 2011 do meu antigo blog:


Ingredientes
1/2 xícara (chá) de água fervente
1 pacote de gelatina sabor cereja (ou sabor desejado)
1 xícara (chá) de gelo picado..Eu bati o gelo primeiro até ele virar tipo um ice shave...e reserva, você precisa ser rápida senao o gelo derrete, ok?
a textura do gelo é importante, precisa ficar bem batido mesmo.


Modo de Preparo
Num liquidificador coloque água fervente e gelatina sabor morango sem acúcar (ou sabor desejado)
Bata por 2 minutos, acrescente (ainda ligado) gelo picado e bata por mais 1 minuto
Coloque em taças individuais e leve para geladeira por no mínimo
30 minutos.



Falarei mais a respeito nas nossas LIVES.
Vou marcar essa semana ...prometo.

Beijos
Dani :) 













Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E começa o Tubinho 2018 - bem vinda.

dia 2 - tubinho - um programa de treino para você seguir

Podcasts gratuitos todas segundas e sextas DIA 1